quinta-feira, 3 de julho de 2008

Viva o profissional da informação

O profissional da informação precisa ocupar o seu lugar. Mas, antes, precisa se identificar!
Não está claro quais as profissões compõe esta área.
Ainda estamos agarrados às tradicionais tecnicas e imposições do mercado.
É curioso a necessidade do ser humano em fincar bandeiras no espaço já dominado. Nos sentimos mais confortáveis em ambientes conhecidos e explorados.
Mas, não estará no ambiente pouco explorado as grandes oportunidades? Não estará no desconhecido as grandes invenções e inovações?
A exploração de terrenos e áreas pouco exploradas não abre caminhos para a criação e desenvolvimento humano?
Ainda é preciso delimitar fronteiras entre o Arquivista e o Bibliotecário, quando ambos trabalham com e para a difusão da informação? Para trabalhar com a informação é preciso ter o conceito e práticas de organização do conhecimento!!

Viva a liberdade da informação, sem paradígmas, sem conceitos ou pré-conceitos!

Fernanda Guilhon